Guilherme Cascaes (Husqvarna Brasil / Power Husky / Fly / Pod / 100% / Corona / Motoshop) foi o vencedor da 23ª edição do Enduro da Cachoeiras, realizado no último final de semana de março, dias 30 e 31, em União da Vitória/PR. Cascaes somou 95 dos 100 pontos em jogo na competição. Em segundo com 91 pontos ganhos ficou Emerson “Bomba” Loth (Pro Tork) que defendia o título. O Enduro das Cachoeiras 2019 – prova União da Vitória 129 anos, contou pelos campeonatos Paranaense, Sul-brasileiro e Copa Brasil.

A prova largou nos dois dias num parque a margem do Rio Iguaçu, chegando no Clube Náutico Hobi, um local com toda infraestrutura para acolher com conforto e comodidade todos os competidores, Área de camping, chuveiros, restaurante, além de uma oficina mecânica que incluía a lavagem das motos foi colocada a disposição dos participantes. Afinal, uma boa prova de enduro de regularidade não pode se resumir a apenas boas trilhas.

Um duelo já previsto na Máster

Cascaes provavelmente venceria também as duas etapas do primeiro dia de prova, mas um problema com o equipamento de navegação enquanto estava parado em um neutro na parte final da prova, acabou com essa possibilidade, visto o equilíbrio entre ele e o Bomba. “Ontem acabei tendo um problema na final da prova, mas venci na parte da manhã; hoje venci as duas etapas e saí campeão da prova. Eu queria parabenizar o pessoal da equipe organizadora de União da Vitória. A prova estava muito boa, o roteiro muito bom, muitas trilhas, planilha perfeita… e a prova foi definida nos detalhes, tive a felicidade de andar bem e sair daqui com a vitória”, disse o piloto de Tubarão.

Com o resultado Cascaes assumiu a liderança da Copa Brasil e do Sul-brasileiro somando agora 179 pontos após oito etapas, enquanto pelo paranaense Bomba sai na frente, já que essa foi a prova de abertura da temporada. “Saio daqui líder da Copa Brasil, Campeonato Sul-brasileiro, mas tem muito chão pela frente ainda. Temos mês quem vem a prova de Lavras, e é tentar manter a liderança e levar até o final”, finalizou Cascaes.

Emerson “Bomba” Loth

Com estilo de pilotagem muito mais agressivo e radical que os demais competidores, Bomba teve que adequar a sua tocada ao ritmo mais suave que a planilha exigia dessa vez. “Os dois dias foram um pouco diferentes do que a gente está acostumado do Enduro das Cachoeiras. Foram dias mais tranquilos de média, mas a prova não perde o encanto, pois é muito trilha aqui. A região é abençoada pelas trilhas! Pelos campeonatos (Brasil e Sul-brasileiro) ganhei ontem e hoje fiquei em segundo; para o Paranaense para mim foi bom: saí com a primeira colocação. Mas ainda é início de campeonato, tem que ter paciência, muita calma, e vencer nem sempre é possível, mas estar ali entre os três primeiros já é ótimo para mim”, concluiu o piloto da Pro Tork, Emerson Loth.

Eduardo Hiert

O campeão de 2017 Eduardo Hiert (Fuça Trilha) e o catarinense Welliton da Silva (AP Embalagens) disputaram ponto a ponto a terceira colocação geral da prova. No final 76 pontos ganhos para cada, com vantagem para Hiert que obteve a segunda colocação na etapa final do primeiro dia. Fechou o pódio o paulista Victor Fernandez (Alphatrilha / Beta Motor) com 61 pontos.

Welliton da Silva

 Sênior – O gaúcho Pablo Zanchet (Trailers Club Erechim) dominou vencendo as quatro etapas da prova.  “Tudo certo, graças a Deus. A prova estava excelente. Eu consegui fazer uma prova perfeita ontem e hoje me consagrei campeão do Enduro das Cachoeiras. Foi show”, disse Pablo que levou mais 100 pontos na bagagem, conseguindo a liderança isolada do Sul-brasileiro e da Copa Brasil com 179 pontos.

Pablo Zanchet

Graças ao bom resultado no primeiro dia Eduardo Shiga (Honda Motofield / Corona Racing / Colégio Sol / Edu Pneus) ficou em segundo no geral, seguido de perto por Péricles Lopes Dutra (Deleane Folheados). Anderson Muller (Garra Trilha) e Thiago Mozena (MM Agroflorestal / Rica Motos) completaram o pódio.

Eduardo Shiga

Competindo na Over 40, Alessandro Costa não começou o final de semana da melhor maneira. Ele estava junto na van conduzida por Rafael Margraf que acabou saindo da pista noite de sexta-feira, a cerca de 50 km de União da Vitória. Apesar do susto, Alessandro largou já no sábado, conforme programado. “Em primeiro lugar agradecer a Deus, porque na sexta-feira a gente sofreu um acidente, capotamos a van, quebrou a minha moto… O mecânico da cidade me ajudou a consertar a moto e consegui andar os dois dias. Ontem não fui tão bem, porque deu um probleminha no celular, mas hoje consegui recuperar e vencer as duas etapas”, relatou Alessandro que fechou o Cachoeiras com 94 pontos ganhos, assumindo a liderança da Copa Brasil e do Sul-brasileiro com 151 pontos. 

Alessandro Costa

Cláudio Hiert e Adilson dos Santos disputaram a segunda colocação da prova, totalizando 87 a 85 pontos a favor de Hiert, que passa a somar 144 pontos na vice-liderança do certame.

Cláudio Hiert

Franciel Caldart (Trilheiros Via da Vanti / Hidroart Poços Artesianos), da categoria Júnior, também conseguiu 100% de aproveitamento no Enduro das Cachoeiras. “Tive um probleminha ontem (sábado), o aparelho até desligou. Mas isso são coisas que acontecem. A gente está lidando com máquinas, então sabe que pode dar desses imprevistos. Mas graças a Deus a tarde me recuperei e hoje nem se fala. A provinha estava muito boa”, disse Franciel.

Franciel Caldart

Já da segunda colocação em diante, a briga foi acirrada. Aliás, uma falha na apuração do resultado do Cassiano Wrublewski (Oficina do PC) alterou completamente o pódio da categoria da segunda a quinta colocação. Em virtude da correção Cassiano que somou 72 pontos nas quatro etapas, passou da sexta para a quarta colocação e alterou também a classificação dos demais.

Bruno Mueller

Em segundo ficou Bruno Mueller (Elite Distr. Baterias), seguindo de Vitor da Costa – antes segundo colocado, ambos com 74 pontos. Tiago Risso (Beltrão Enduro) completou o pódio.

Vitor da Costa

 A categoria Novatos foi dominada pelos pilotos do Rio Grande do Sul, com três vencedores diferentes nas etapas. Lúcio Metzdorf Filho (Pampas Off Road) ganhou o Cachoeiras com apenas um ponto de vantagem sobre Vagner Silva, 87 a 86.

Lúcio Metzdorf Filho

Vagner teve um problema com o equipamento de navegação na etapa inicial do sábado, mas se recuperou e no domingo venceu as duas. Lúcio manteve a regularidade e levou a melhor. “Consegui andar bem. Deu tudo certo, passei um pouco de trabalho e tomei uns tombos. Mas as médias ajudaram a recuperar o tempo e graças a Deus consegui sair daqui com o primeiro lugar”, finalizou.

Vagner Silva

 Categoria dos mais experientes

O catarinense Tito Zanin (Zanin Madeiras), da Over 45, venceu as três primeiras das quatro etapas Enduro das Cachoeiras 2019. “Foi Show, a prova estava excelente. Já venho de uma vitória na semana retrasada, então mais essa aí veio para coroar. Aqui o Enduro das Cachoeiras está de parabéns, foi show, foi tudo perfeito. E só temos que agradecer por esse povo que faz para nós, além de competir, se divertir”, disse Tito.

Tito Zanin

Gilso Moraes

Gilso Moraes (Fuça Trilha) venceu a etapa final, resultado que fez a diferença para que ele ficasse com a segunda colocação geral, superando o paulista Renato Ferre (Alphatrilha) por quatro pontos na soma final.

Renato Ferre

 Na Over 50 a vitória foi de Péricles Dutra (Deleane Semi Jóias), frequentador assíduo das edições do Cachoeiras. “Foi uma grande satisfação de vir aqui. É bem especial porque a organização é impecável e tem uma das melhores provas em termos de organização. As trilhas estavam bem limpas. É sempre um prazer porque realmente o pessoal se dedica, notal 10 a prova!”, relatou Péricles.

Péricles Dutra

Próximo dele andou o mineiro Edson Maciel (X11) que venceu duas das quatro etapas, terminando com 92 pontos, dois a menos que o campeão.

Edson Maciel

 Os gaúchos Vlademir Smaniotto (Terapêutica) e José Alberto Scheid (Celular e Cia) também disputaram ponto a ponto a vitória na classe que competiam, a Over 55.

Vlademir Smaniotto

Vlademir venceu as etapas inciais de cada dia, José as etapas finais! No geral 94 a 90 a favor de Vlademir. “Foi um enduro bonito. Se chove ia dificultar um pouco. Mas eu acho que as trilhas daqui da região são muito bonitas e foi uma prova bem parelha. A Over 55 é uma categoria que não erra, então a gente tem que competir um cuidando do outro. Lá no Pampas também foi bonito, agora vamos para Guarapuava”, falou Vlademir.

José Alberto Scheid

O catarinense Eduardo Dranka (Transportadora Eduardo / RNMC) ficou em terceiro com 84 pontos. Pelo Sul-brasileiro e Copa Brasil os três ocupam essa mesma ordem: Vlademir soma 188 pontos, José 177 e Dranka 165 pontos.

Eduardo Dranka

O paulista George Parik (Treatt Team), da Over 60, também saiu do Enduro das Cachoeiras com 100% de aproveitamento na pontuação. “Olha a prova foi excelente, nível técnico, nível de trilhas, muito específica em termos de navegação, bem exigente, as médias estavam relativamente baixas porque o pessoal teve que se precaver com relação à chuva… Se tivesse chovido seria uma prova totalmente diferente. Mas eu acho que foi muito boa, praticamente só trilhas, nada de coisas que não interessam para gente. Está de parabéns a organização, realmente uma prova muito boa”, relatou Parik que lidera o Sul-brasileiro e a Copa Brasil com 197 pontos.

George Parik

Altair Bordignon, outro velho conhecido do Cachoeiras, ficou em segundo em todas as etapas da prova. Bordignon também está em segundo nos dois campeonatos, somando 173 pontos.

Altair Bordignon

Entre os competidores da categoria Duplas, destaque para os catarinenses Anderson Vargas e Fredy Minatti (Nostra Imóveis e Mecânica Minatti) que venceram as duas etapas do primeiro dia e a final do segundo dia, conquistando a vitória no geral.

Anderson Vargas (121-1) e Fredy Minatti (121-2)

Na categoria Brasil os pilotos Ewerton de Lucena (T&TS / Motolife Caxias / Gilvan Suspensões / Gallina Motocenter / ETL Rep) e Cristiano Gomes (Chapecó Racing Team / Ravanello Lubrificantes Chapecó) finalizaram a prova com os mesmos 94 pontos ganhos, com duas vitórias e dois segundos lugares para cada.

Ewerton de Lucena

O desempate foi nos pontos perdidos a favor de Ewerton, que também passa a liderar o Sul-brasileiro e a Copa Brasil com 178 pontos, seguido de Cristiano com 156 pontos.

Cristiano Gomes

 O 23º Enduro das Cachoeiras foi uma realização do Motoclube Porto União da Vitória, sob a supervisão e da Federação Paranaense de Motociclismo – FPRM, com apoio do grupo de trilheiros Lameiros do Iguaçu, Prefeitura de União da Vitória, Pro Tork, Hotel Riad, Hotel 10 e Clube Náutico Hobi.